FANDOM


Direitos Reservados ao RationalWiki, Link original aqui.

A filosofia é o estudo dos problemas gerais e fundamentais, tais como as relacionadas a existência, o conhecimento, os valores, a razão, a mente e e linguagem. Distingue-se das outras formas de lidar com tais problemas pela sua abordagem crítica - geralmente sistemática - e sua dependência da argumentação racional. A palavra "filosofia" vem do grego φιλοσοφία (philosophia), que significa, literalmente, "amor à sabedoria".

Ramos

A filosofia é dividida em ramos. Alguns dos que nos interessam são:

  • Metafísica: é o estudo da natureza da realidade, incluindo a relação entre mente e corpo, substância e acidente, eventos e o nexo de causalidade, abstrato e concreto. Os ramos tradicionais dela são a cosmologia (o estudo da existência como um todo, ou seja, o cosmos) e a ontologia (o estudo do que e como as coisas existem, fundamentalmente).
  • A Epistemologia está preocupada com a natureza e o alcance do conhecimento, e se o conhecimento é possível. Entre as suas principais preocupações, alguns desafios têm sido colocados pelo ceticismo e as relações entre a verdade, a crença e a justificação.
  • A Ética, ou "filosofia moral", está preocupada principalmente com a questão da melhor maneira de viver, e, secundariamente, a respeito da questão de saber se esta pergunta pode ser respondida. Os principais ramos de ética são a metaética, a ética normativa e a ética aplicada. A meta-ética diz respeito à natureza do pensamento ético, a comparação de vários sistemas éticos, se existem verdades éticas absolutas, e como tais verdades poderiam ser conhecidas. Ética também está associada com a ideia de moralidade.
  • A Estética está preocupada com a arte, o gosto e a psicologia por trás da beleza, e o que torna algo bonito. É mais cientificamente definida como o estudo de valores sensoriais ou sensório-emocionais, às vezes chamadas e julgamentos de sentimentos e gostos. Mais amplamente, estudiosos no campo definem a estética como uma "reflexão crítica sobre arte, a cultura e a natureza."
  • A Filosofia Política é o estudo normativo do governo e sua relação com os indivíduos (ou famílias e clãs) para as comunidades, incluindo o Estado. Dependendo do filósofo, isto incluirá perguntas sobre justiça, lei, propriedade e os direitos e obrigações do cidadão. Filosofia Política e Ética são, tradicionalmente, assuntos inter-relacionados, pois ambos discutem a questão do que é bom e como as pessoas devem viver, embora houvessem filósofos que acreditavam que o governo não deve ter nada a ver com a ética.
  • A Lógica é o estudo das formas de argumento válido. Hoje, o assunto da lógica tem duas grandes divisões: a lógica matemática (lógica simbólica formal) e o que hoje é chamado de lógica filosófica.
  • A Filosofia da Mente lida com a natureza da mente e sua relação com o corpo, e é caracterizada pelas disputas entre o idealismo, o dualismo e o materialismo. Nos últimos anos, tem havido uma crescente semelhança entre este ramo da filosofia e a ciência cognitiva, bem como a mecânica quântica.
  • A Filosofia da Religião é um ramo da filosofia que faz perguntas sobre a religião.
  • A Filosofia da Linguagem é o estudo filosófico da natureza da linguagem. As questões fundamentais da filosofia da linguagem envolvem a natureza do significado linguístico, a relação entre significado e verdade, e as maneiras em que a linguagem é usada na comunicação. É distinto da lingiística, embora as duas disciplinas se sobeponham de forma significativa.

A maioria das disciplinas acadêmicas têm algum ramo associado da filosofia, por exemplo, a Filosofia da Ciência, a Filosofia da Matemática, a Filosofia do Direito, etc.

Tradições culturais e regionais

Sanzio

Raphael Sanzio, A Escola de Atenas, mostrando a quantidade de filósofos da época.

Devido às enormes distâncias no espaço e no tempo que existem entre as culturas humanas, diferentes tradições filosóficas (para não ser confundida com 'escolas', que partilham pontos de vista básicos do mundo) surgiram. Há muita discussão sobre quais tradições existiram e quais não, mas como apenas alguns povos já foram completamente isolados do mundo, tradições fluem principalmente de uma para a outra, em determinado momento, de modo que qualquer tradição e sua caracterização é, mais ou menos, construída por estrangeiros e descendentes.

Filosofia Ocidental

Grande parte da filosofia ocidental, que é a filosofia da Europa, Arábia e, através da colonização, nas Américas, é identificada como analítica (indo do menor para o maior) e objetiva. Por isso, muitos filósofos dessa tradição escrevem em um estilo quase científico. Filósofos analíticos incluem (mas não estão limitados a) Bertrand Russell e Ludwig Wittgenstein.

Outra tendência da filosofia ocidental, exemplificada por figuras como Karl Marx, Søren Kierkegaard, e Friedrich Nietzsche, afirmam que tudo está em um contexto para outro - de modo que seus próprios pensamentos e ideias são apenas produtos de seu tempo - e é chamada de continental, que incide sobre o subjetivo.

As escolas de filosofia ocidental variam através dos ramos, apenas algumas escolas representam uma visão do mundo todo. Esta tradição da filosofia inspirou a ciência moderna e o racionalismo (analítica, por natureza), bem como o ceticismo científico e a teoria literária (ambos continentais, por natureza).

Filosofia Oriental

A filosofia oriental é estruturada por uma abordagem holística (indo do maior para o menor), uma visão de mundo e uma teacheresque, ou estilo poético, da escrita. A documentação dos seus filósofos é de rigor histórico questionável, por isso não se sabe se Confúcio e Lao Zi realmente existiram, ou se suas ideias são simplesmente ideias canonizados por centenas de outras pessoas desconhecidas. A filosofia oriental não pode ser claramente separada das religiões orientais, e esta tradição não é analítica. Tal pensamento não ocorreu com os seus principais adeptos, por isso consiste em escolas principalmente universais de pensamento, que penetram em cada ramo da filosofia.

Filosofia Indiana

A filosofia indiana (o subcontinente, e não os nativos americanos) é quase indistinguível da religião, sendo, em grande parte, inspirada pelo hinduísmo e pelo budismo. Seu estilo vai e vem entre argumentações holísticas e analíticas. A escassez de registros escritos desses ensinamentos deve-se ao fato de que a escrita historicamente tem sido tratada com desprezo na região. Em vez disso, textos filosóficos e religiosos foram memorizados palavra por palavra. As histórias apresentam um esquema de rimas elaboradas, destinadas a permitir a memorização mais fácil e a recitação fluida. A tradição de conhecimento oral resultou na ironia que os textos filosóficos indianos são mais fiéis às suas origens do que as dos filósofos ocidentais. Uma explicação para essa curiosidade envolve a tendência dos escribas ocidentais em abreviar pesadamente e condensar o assunto, mesmo indo tão longe, omitindo passagens inteiras de um texto - por vezes os próprios conceitos e as próprias ideias foram modificadas de modo a adaptá-los a visão de mundo Cristã da idade Média.

Outras regiões

Os nativos americanos não têm uma filosofia distinta, mas muito do que poderia ser chamado de filosófico originou-se em suas religiões. A África, como um continente, não por muito tempo, têm uma tradição específica, mas alguns filósofos são reivindicados como filósofos africanos, mesmo se eles praticassem a tradição da filosofia ocidental. A alegação de que a África tem uma tradição filosófica pode estar enraizada na tentativa de construir uma identidade nacional Africana. Muitas outras regiões tiveram misturas de diferentes tradições filosóficas que surgiram a partir da interação das múltiplas culturas diferentes.

Filosofia Moderna e Contemporânea

Devido aos efeitos da colonização, do imperialismo e da globalização, as tradições mencionadas fundem-se cada vez mais em uma única tradição. Filósofos orientais pegaram ideias de filósofos ocidentais, e vice-versa, no século 18. O estilo destas obras modernas é orientada ao longo das linhas da filosofia ocidental, mas alguns ainda defendem ideias de outras tradições.

Links Externos

  • What is philosophy?, uma tentativa de responder à pergunta em um único post, no blog de John Wilkins, um filósofo da ciência.