FANDOM


Direitos Reservados ao Iron Chariots, Link original aqui.

O Argumento Cosmológico Kalam para o Problema do Mal é um contra-argumento ao Argumento Kalam para a existência de Deus. O argumento busca mostrar fonte do mal sendo Deus ou alguma fonte que Deus era incapaz ou não quer combater. Isto implica Deus é ou malévolo, ou não-onipotente.

Argumento

Se o mal começou a existir:

  1. Tudo que começa a existir tem uma causa.
  2. O Mal começou a existir.
  3. Portanto, mal deve ter uma causa.

Se o mal não começou a existir:

  1. Tudo o que não começou a existir não tem nenhuma causa
  2. O mal não começou a existir.
  3. Portanto, o mal não tem uma causa.

Portanto, se Deus existe, ou:

  1. O Mal tem uma causa, Deus é a causa final do mal: ele, portanto, não é onibenevolente, ou
  2. O Mal tem uma causa, que foi criada pela mente rival não-temporal (talvez uma divindade rival) que Deus não poderia ter vencido, o que implica ou malevolência ou não-onipotência, ou
  3. O mal não tem uma causa, Deus desejava destruir o mal, mas não conseguiu: ele, portanto, não é onipotente, ou
  4. O mal não tem uma causa, Deus não deseja destruir o mal: ele, portanto, não é omni-benevolente.

É impossível escapar do fato de que a decisão de Deus em criar o universo aumentou a quantidade de mal na existência. Teístas podem voltar para a possibilidade de que Deus não sabia que sua criação iria escolher o mal, no entanto, isso significaria que ele não era onisciente. Em qualquer caso, o deus tradicional "Omnimax" do Cristianismo foi refutado com sucesso.